BLOG DA

VIGORFERT

Buscar
  • VigorFert

Qualidade da compostagem



É possível reduzir doses de NPK de forma viável com o uso de fertilizantes organominerais?

É possível reduzir doses de NPK com o fertilizante organomineral, pois ele aumenta a eficiência de absorção de nutrientes pelas plantas.

Esse processo ocorre em função da minimização das perdas, principalmente pela volatilização e lixiviação de nitrogênio, fixação e precipitação do fósforo e lixiviação do potássio.


Por conta da proteção da matéria orgânica sobre a fração mineral, os

nutrientes ficam menos expostos aos processos de perdas como as chuvas e cargas do solo, possibilitando uma liberação gradativa de nutrientes durante o ciclo da cultura e maior aproveitamento do fertilizante pelas plantas.

Desta maneira, a aplicação de fertilizante organomineral permite reduzir doses de forma viável e eficiente, desde que as condições de cultivo e as exigências da cultura sejam consideradas.


Benefícios do organomineral para o solo

Além de ser benéfico às plantas, o organomineral também é benéfico ao solo. Ele contribui para a estabilidade do pH, devido ao tamponamento do solo promovido pela matéria orgânica, o que reduz os gastos com aplicação de calcário. Em virtude da presença de maior quantidade de ânions orgânicos nos seus grânulos, o fertilizante organomineral favorece a redução momentânea da fixação de fósforo.


Devido aos benefícios da matéria orgânica em sua composição, que serve de alimento para a macro, mesofauna e microrganismos, o organomineral também traz benefícios às características biológicas e físicas do solo.


O organomineral também torna o manejo mais fácil e contribui para uma maior resistência aos processos de erosão, pois melhora a distribuição das partículas e agregados do solo, favorecendo a infiltração de água e raízes, aeração e armazenamento de água, além de reduzir a pegajosidade e plasticidade.


O que é compostagem?

A compostagem trata-se de um processo biológico de transformação parcialmente controlado da matéria orgânica crua em substâncias húmicas, estabilizadas, higienizadas, com propriedades e características diferentes do material que lhe deu origem. É uma tecnologia capaz de transformar resíduos sólidos orgânicos em um fertilizante com características de condicionador de solo para ser usado de forma segura na agricultura.

Como a qualidade da compostagem influencia no fertilizante organomineral?

A qualidade do fertilizante organomineral está diretamente relacionada com a qualidade da compostagem. É fundamental que a compostagem seja realizada dentro de padrões de qualidade para que se alcance uma matriz orgânica bioestabilizada.


Uma compostagem inadequada pode levar a fermentação da matéria orgânica, contaminação microbiológica e também por metais pesados, o que pode ser fonte de doenças. Por isso, fatores como a umidade, temperatura, oxigênio e higiene, são importantíssimos para a sua qualidade final.


O tamanho das partículas também precisam ser observadas, pois partículas muito finas podem levar a compactação, enquanto que resíduos maiores retardam o processo de decomposição.


Conclusão

Dessa maneira, para se obter um fertilizante de organomineral de alta qualidade, a compostagem deve ser feita de forma controlada para que se obtenha uma matéria orgânica totalmente bioestabilizada, livre de patógenos, sementes de plantas daninhas e metais pesados.

26 visualizações

VIGORFERT  |  Fertilizantes Especiais.

BR 452 KM 155

Jardim Panorama

Uberlândia - MG

CEP: 38407-049

(34) 9 9830-1212 - Departamento Comercial

(34) 3214-3800 - Departamento Administrativo

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
  • Preto Ícone LinkedIn
  • Black YouTube Icon

VIGORFERT  |  Fertilizantes Especiais © 2020. All Rights Reserved.

Receba notícias e promoções da Vigorfert em seu e-mail.
WHATSAPP
(34) 9 9830 5955
LIGUE AGORA
(34) 3214-3800
MANDE UM E-MAIL